MENSAGENS



642 comentários para “MENSAGENS”

  1. gruposamaritano disse:

    Diria que Morte é Vida, diremos mais, que os seres queridos não morreram, eles vivem, se nós tomarmos uma postura de confiança irrestrita em Deus, e nos dispusermos em entrar em sintonia psíquica, lograremos… porque eles voltam, eles podem manter conosco um contato mental sem necessidade de outros intermediários, o amor de Deus é o mesmo para todos, ademais aguardam-nos, quando nos voltarmos ao grande lar ei-los esperando-nos com uma infinita alegria e conduzindo-nos a reconstrução da família, recordo-me que o Doutor Bezerra de Menezes narrou-me como foi o seu despertar no além, no momento que ele conseguiu conectar-se com a nova realidade ele perguntou a Celinda, minha filha já estou livre? Já, venerado amigo. E ele ouviu vozes, música, e ele perguntou o que é isso? E ela disse: São aqueles que foram beneficiados pelo seu amor….

    Divaldo Franco

  2. gruposamaritano disse:

    Prece Espírita Pelos Enfermos – Senhor, Estende Tua luminosa mão sobre os que se encontram doentes…

    
    Senhor dos Mundos, Excelso Criador de todas as coisas.
    Venho à Tua soberana presença neste momento, para suplicar ajuda aos que estão sofrendo por doenças do corpo ou da mente.
    Sabemos que as enfermidades nos favorecem momentos de reflexão, e de uma aproximação maior de Ti, pelos caminhos da dor e do silêncio.
    Mas apelamos para tua misericórdia e pedimos:
    Estende Tua luminosa mão sobre os que se encontram doentes, sofrendo limitações, dores e incertezas.
    Faz a fé e a confiança brotarem fortes em seus corações.
    Alivia suas dores e dá-lhes calma e paz.
    Cura suas almas para que os corpos também se restabeleçam.
    Dá-lhes alívio, consolação e acende a luz da esperança em seus corações,
    para que, amparados pela fé e a esperança, possam desenvolver o amor universal, porque esse é o caminho da felicidade e do bem-estar… é o caminho que nos leva a Ti.
    Que a Tua paz esteja com todos nós.
    Que assim seja!!

  3. gruposamaritano disse:

    QUAL A MELHOR TÉCNICA PARA AFASTAR UM ESPÍRITO OBSESSOR?

    
    A melhor técnica para se afastar um mau Espírito é o homem se tornar um espírito bom.
    Como afirmava Chico Xavier, “não adianta o diabo assoprar onde não há brasas”. O que Chico Xavier quis dizer com esta frase?
    Quis dizer que:
    As sombras exteriores se ligam pelas sombras interiores.
    * O que me liga a um Espírito maldoso é a maldade que alimenta as minhas atitudes e intenções.
    * O que me une a um Espírito vingativo é a minha resistência em perdoar.
    * O que me prende a um Espírito triste é a tristeza que cultivo em meu coração.
    * O que me faz atrair energias negativas é a negatividade do meu modo de pensar, falar e agir.
    Allan Kardec, o codificador do Espiritismo, afirma que “se não existissem homens maus na Terra, não haveria Espíritos maus ao redor da Terra”
    Por isso: ORAI E VIGIAI. Reparemos mais em nós mesmos do que na interferência espiritual negativa que possa nos atingir. Não podemos ficar preocupados com o ladrão, precisamos, sim, trancar as portas para que ele não tenha acesso à nossa casa, principalmente à nossa casa mental.

    (José Carlos de Lucca)

  4. gruposamaritano disse:

    COMO AJUDAR AQUELES QUE AMAMOS

    Nosso processo de evolução é intransferível, por mais que amemos o nosso filho, a nosso parceiro, não podemos mudar-lhe a rota, modificar-lhe o destino, nós apontamos caminhos, somos educadores, somos pais , mas cada qual tem que seguir a estrada, tem que aprender no exercício pessoal do sacrifício… Porque a estrada da verdade é ácida, é necessário fazer uma viagem para dentro e dizer: “Realmente eu sou ciumento, realmente eu sou invejoso, realmente eu tenho mágoas, cultivo-as, mas a partir de agora eu irei libertar-me, deixarei de ser uma criança ferida, para ser um adulto maduro”…porque mágoa? quem carrega mágoa, carrega tóxicos mentais, quem carrega desejo de vingança esta poluindo as neuro-comunicações, está produzindo distúrbios nos neurônios.. quem tem ciúme é de uma tremenda insegurança, não se ama e por isso tem ciúme, acha que não merece o amor do outro… quem ama confia, se o outro não corresponde a essa confiança a
    questão é outra, ai o problema não é nosso… Ame a pessoa, conforme a pessoa é…e trabalhe-a, tolere-a, ajude-a, não desejando impor as suas convicções

    Divaldo Franco

  5. gruposamaritano disse:

    Tu não estás sozinho nas lutas do mundo. O Pai te vê e ampara.

    Tu não estás sozinho nas lutas do mundo.
    O Pai te vê e ampara.
    Amigos do Alto te socorrem, sem que percebas.
    Por isso, prossegue servindo e amando.
    Fracasso é lição.
    Dor é iluminação.
    Dificuldades são oportunidades de progresso.
    Esquece o mal que porventura te atinge.
    Entrega os problemas ao tempo, que tudo resolve.
    Trabalha no Bem e o Bem responderá com a paz na tua consciência.
    Tudo ocorre visando ao progresso das criaturas.
    Segue operando com a luz do Evangelho, e a alegria iluminada de Jesus inundará tua alma, fortalecendo-te para as lutas redentoras que te conduzirão à vitória final.

    Clayton Levy/Scheilla

  6. gruposamaritano disse:

    Um fazendeiro descobriu que tinha perdido o relógio no celeiro, muito valioso e de grande valor sentimental.
    Após extensa procura em vão, ele recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recompensa para quem encontrasse o seu relógio.
    Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance para tentar, já que todos os outros não conseguiram. Por que não?
    Seria uma tentativa a mais.
    Então, o fazendeiro autorizou o menino a entrar no celeiro.
    Depois de um tempo, o menino saiu com o relógio em sua mão!!!
    Todos ficaram espantados. Então o fazendeiro perguntou: “Como conseguiu encontrar?”
    O menino respondeu: “Eu não fiz nada a não ser ficar sentado no chão.
    No silêncio, eu escutei o tique-taque do relógio e apenas olhei para a direção certa”.
    Uma mente em Paz pode pensar melhor do que uma mente confusa.
    Dê alguns minutos de silêncio à sua mente todos os dias, pois assim você ouvirá a voz de Deus que te conduzirá na direção certa e lhe ajudará a definir a sua vida!
    Que nós possamos silenciar, porque só no silêncio, podemos ouvir a voz de DEUS.

  7. gruposamaritano disse:

    O segredo da saúde, mental e corporal, está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas, viver sabia e seriamente o presente.

    Buda

  8. gruposamaritano disse:

    As pessoas entusiasmadas acreditam em si, agem com serenidade, alegria e firmeza. E acreditam igualmente nos outros entusiasmados. Não é o sucesso que traz o entusiasmo, é o entusiasmo que traz o sucesso. O entusiasmo é bem diferente do otimismo. Otimismo significa esperar que uma coisa dê certo.
    Entusiasmo é acreditar que é possível fazer dar certo.

    Autor desconhecido

  9. gruposamaritano disse:

    “Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã”. (Psicografia de Francisco C. Xavier.

    Livro: Indicações Do Caminho) Chico Xavier

  10. gruposamaritano disse:

    DIVALDO FRANCO – SERÁ QUE JÁ CHEGAMOS NO AUGE DA CRISE?

    Ainda não! Segundo os benfeitores espirituais, esse processo de decadência moral não tem fundo, como uma escada que não tem o último degrau, sempre se pode descer um pouco mais, no entanto nessa descida dos valores éticos morais a perda de sentido humano nos fará tão amargurados que a única alternativa é ascender… é libertar-se dos miasmas, dos pântanos, dos vales sombrios por onde temos andado, na direção dos planaltos da fé… faz 280 anos aproximadamente que um pensador inglês Thomas Heart anunciava “O ser humano perdeu o endereço de Deus” há sua época, eu tomaria emprestada essa frase e diria que o ser humano perdeu o endereço de si mesmo, o indivíduo perdeu as opções, passou as opções aligeiradas, aos prazeres imediatos, ao desfrutar do tempo agora, olvidando que o agora, ao iniciar-se o prazer também já é passado… e essa sede que faz lembrar a sede da água do mar, sempre se sorve mais, esta levando-nos a buscar uma água diferente, a da tranquilidade e harmonia que evangelho de jesus nos pode dar.. a fazer este homem que é nosso modelo e guia, voltar a comungar conosco , tirá-lo da cruz e colocá-lo ao nosso lado como amigo que conversa e participa das nossas dores e que nos introjetaremos de tal forma que ele reflita na nossa palavra no nosso comportamento e consiga mimetizar outros…

  11. gruposamaritano disse:

    O problema que te preocupa talvez te pareça excessivamente amargo ao coração.

    E tão amargo que talvez não possas comentá-lo, de pronto.

    Às vezes, a sombra interior é tamanha que tens a ideia de haver perdido o próprio rumo.

    Entretanto, não esmoreças.

    Abraça o dever que a vida te assinala.

    Serve e ora.

    A prece te renovará energias.

    O trabalho te auxiliará.

    Deus não nos abandonará.

    Fazê silêncio e não te queixes.

    Alegra-te e espera porque o Céu te socorrerá.

    Por meios que desconheces, Deus permanece agindo.

    Autor

    Emmanuel

    Médium

    Chico Xavier

  12. gruposamaritano disse:

    É necessário fazermos as pazes com Deus.
    

    Não houve povo, até hoje, que ignorasse a existência da Divindade.

    A ideia dessa Força Superior expressou-se, ao longo do tempo, conforme a cultura e os valores de cada comunidade, de cada época.

    Assim, na Antiguidade, alguns, como ainda ocorre, concebemos a existência de um grupo de deuses.

    Conforme a cultura greco-romana, eles eram quase humanos e, embora seus grandes poderes, eram considerados portadores dos mesmos sentimentos e imperfeições de qualquer mortal.

    Algumas culturas lhes atribuíam atitudes tão brutais, que chegavam a lhes oferecer sacrifícios humanos, a fim de aplacar os achaques e destemperos das temidas divindades. Mais tarde, concebemos a ideia do Deus único, Criador de
    tudo e de todos.

    Embora a evolução do conceito monoteísta, permanecia a ideia do Criador a vigiar as criaturas, pronto a castigá-las e enviar Sua ira Divina pelos menores erros humanos.

    Assim, apenas temíamos a Deus, pois acreditávamos que quaisquer desvios de conduta eram severamente punidos.

    Foi somente com Jesus que a concepção da Divindade ganhou outro caráter.

    Pela primeira vez, a relação com Deus se tornou filial. O Mestre, ao orar, no-lo apresentou como o Pai Nosso que está nos céus.

    Foi Jesus também quem nos explicou sobre a amorosa Justiça Divina, Sua Providência, seja com as aves dos céus, os lírios do campo, ou para conosco, Seus filhos.

    Porém, poucos fomos aqueles que compreendemos essa proposta cristã.

    Confundimos o próprio emissário com o Criador, imaginando-os como uma figura única.

    E, em nome de um ou de outro, perseguimos, matamos, torturamos, ao longo dos séculos.

    Por isso, muitos passaram a negá-lo, questionando a razão da existência de um Deus, que cometia injustiças.

    Vários foram os filósofos, principalmente a partir do Século XIX, que se empenharam em destruir, em matar a ideia de Deus, em enterrá-lO, negando-O.

    Entronizar a razão em Seu lugar era a atitude mais lúcida, defendiam.

    De certa forma, tais filósofos tinham razão. Se esse era o Deus existente, melhor seria negá-lO a aceitar Seus disparates.

    Porém, se esqueceram de analisar as alterações que os próprios homens introduziram no cristianismo nascente, tornando-o, muitas vezes, bem distante da proposta do Cristo.

    Necessário, portanto, que resgatemos o Deus que Jesus nos apresentou.

    Não o Deus a ser adorado em templos suntuosos, mas o Pai que mora em nossa intimidade.

    Não o Deus tribal, que protege aos Seus, castigando os supostos inimigos, mas o Deus que ama a todos.

    Não o Deus que se incomoda com o que vestimos, com a música que escutamos, com o que nos alimentamos ou com a religião que praticamos, mas o Deus do Universo, Criador das galáxias infindas e belezas incomuns.

    É necessário fazermos as pazes com Deus. Desatar os nós emocionais que carregamos com relação ao nosso Pai Celestial.

    Compreendê-lo, efetivamente, como o Pai, que não castiga, mas ensina; que não nos pune, mas oferece caminhos nem sempre agradáveis para nosso melhor aprendizado.

    E entender que acima de tudo Deus nos ama, provendo a todas as nossas necessidades, dia após dia, conforme nos ensinou Jesus.

    Redação do Momento Espírita.



Escreva comentário

Você necessita registrar-se para comentar.