Você já sabe como comportar-se…

Você já sabe como comportar-se,
iniciemos esta nova visualização tomando a posição conveniente, respire sempre devagar, a medida que vai respirando, relaxe todas tensões, permita que o seu corpo liberte você espírito, e única maneira é relaxar-se, comesse o relaxamento, enquanto respira em ritmo de tranquilidade, a vida moderna proporciona pressões psicossociais que nos desarmonizam, conflitos de várias ordens que nos desajustam, dificuldades que são desafios existenciais, que nos desanimam, mas agora você vai poder libertar-se de todas essas aflições, enviando ao seu inconsciente, numa reprogramação mental, tudo aquilo quanto se lê faz necessário para

uma existência saudável, harmônica, visualize, uma montanha, visualize, uma montanha, ou monte, ou ser, aquilo que lhe seja
conhecido, visualize, agora você se transfere para lá, é noite e a natureza esta em festa, e você no alto da montanha alonga os olhos ao horizonte alcançável e ainda percebe últimos revérberos solares, note as outra montanhas mergulhadas em sombras, e o céu recamado de estrelas, observe, você esta sós, raramente estamos a sós, e você esta agora a sós, a sós só com deus, deus que preenche o universo e esta a além dele, neste momento, você o sente mais próximo, deixe-o penetrar-lhe, você houve ao longe a
cantilena do ventre, as onomatopeias da natureza, e você a sós, na imensa montanha, ou no roteiro que você escolheu, caminhe vagarosamente, absorvendo oxigênio mais puro, mais rarefeito da natureza, aspire-o, deixe-se penetrar por essa dádiva que mantém a vida orgânica, a vida em geral na terra, inspire suavemente, retenha e expire, olhe novamente os céus, você talvez
identifique algumas estrelas, se estiver familiarizado com elas, porém baixando os olhos em uma linha reta, você vê a sua frente bem distante, uma estrela que se move, você vê uma estrela que se move, observe-a, fulgurante, ela vem na sua direção, e você fica extasiado contemplando-a, ela se acerca mais, mais, e esta agora a alguns metros, tem o tamanho de um corpo humano,
em que se converteu, observe esse corpo, os vestidos ate os pés, tecidos brancos, a cabeça estoica, aureolado de cabelos e madeixas em tom de mel, ou de ouro velho, a barba descendo sob o tórax magro, misturasse aos cabelos, o nariz anguloso, observe os lábios, levemente polpudos, entreabertos, e os olhos como duas lanternas, a testa larga, você o conhece, é Jesus, é Jesus
que se acercou de você, observe, ei-lo que ai esta, ele se aproxima um pouco mais, e você o vê em plenitude, irradiando uma tênue claridade, ele olha você, a expressão é de ternura, há um tom de melancolia, e exterioriza um grande amor, ele parece dizer-lhe sem palavras, peça me alguma coisa, eu venho para ajudar você, peça-me alguma coisa, é o momento muito importante
da sua vida, não peça trivialidade, medite numa coisa de significado, profunda, grandiosa e quando eu contar três, faça-lhe o pedido, sintético, sem justificações, sem alegações, pense no que você vai pedir, pense, agora eu vou contar, um, dois, três, agora peça, ele registrou seu pedido e abre os braços, aproximando-se de você para abraçar você, abrace-o, abrace-o, ele
funde-se em você, penetra-o, desaparece dentro de você, recorde-se o que ele disse, eu sou a vida, ele agora esta em você, impregnando-lhe o espírito imortal, triunfador, não volte mais a melancolia, e não acalente futuros desencantos, não se permita tormentos injustificáveis, ele esta em você, diga então, eu sou vida, e via em triunfo.

Divaldo Franco

Você pode comentar, ou rastrear no seu site.


Escreva comentário

Você necessita registrar-se para comentar.